Falhas na gestão de estoque podem custar caro

Ter controle de entrada e saída de mercadorias, saber identificar o que tem mais saída, o que não é mais interessante e definir um planejamento eficiente de compra para reposição de mercadoria. Investir em uma boa gestão de estoque é extremamente fundamental para evitar desperdícios e aumentar o capital de giro. Afinal, a mercadoria é uma das principais fontes de recurso de uma empresa e a falta de controle pode custar bem caro para o setor financeiro. Veja a seguir o que você deve fazer para aumentar sua lucratividade.

Por menores que possam ser, problemas no estoque podem influenciar negativamente os negócios da sua empresa. E esse impacto pode ocorrer internamente, tanto internamente, como reposições desnecessárias, falta de produto, dificuldade em otimizar processos, baixa rentabilidade e consequente perda de lucros e capital de giro, como pode tomar proporções maiores e ainda pode acarretar outros prejuízos como:

  • Oferta de serviço de baixa qualidade
  • Perda de eficácia e aumento de gastos
  • Dificuldade de planejamento
  • Falta de integração com outros setores

Então, ter um gerenciamento de estoque problemático pode custar muito caro e não é isso que você quer para a sua empresa, não é mesmo?

Principais falhas na gestão de estoque

Para que sua empresa tenha sucesso na gestão de estoque, preste bem atenção na lista abaixo e não cometa os erros que vamos descrever a seguir, uma vez que eles podem custar bem caro para a sua empresa.

  1. Não ter de planejamento de compra

A desorganização é um dos principais problemas na gestão de estoque, pois não ter algum produto para atender a demanda pode provocar prejuízos na negociação, mas ter produtos demais estocados por um longo período de tempo também pode ser um problema que atrapalha o giro de vendas.

Portanto, para um controle melhor sobre a compra de mercadorias, é importante ter um planejamento sobre quando e quais produtos que precisar comprar para manter as vendas acontecendo sem perder dinheiro com produto parado ou encalhado.

  1. Não identificar os produtos corretamente

É muito importante que todos os produtos do estoque de uma empresa sejam muito bem detalhados para facilitar e aumentar a precisão do controle das mercadorias. Quanto mais informações corretas, mais fácil a identificação do produto e menor o risco de ocorrer desperdícios ou compras desnecessárias.

Em uma loja de roupa, por exemplo, ter a definição correta de cada peça, como modelo, cor e tamanho facilita a identificação de qual produto não tem mais em estoque, assim como ajuda a ter o controle de qual variação de cada modelo não tem muita saída.

Então, mais rápido e fácil será o planejamento das compras.

  1. Deixar a tecnologia de lado e fazer planilhas manuais

Ter controle dos produtos é fundamental para evitar problemas no estoque, mas como sua empresa está fazendo isso? Muitas ainda fazem isso através de planilhas manuais, mesmo que no computador, e relatórios ineficientes. Entretanto, o ideal é apostar em um software de gestão de estoque para otimizar todo o processo, poupar tempo e minimizar os erros, principalmente e contagem de itens.

  1. Fazer planejamentos momentâneos

Quando se trata de gestão de estoque, não dá para pensar apenas nas vendas que vão ser feitas nos próximos dias. É importante ter uma estratégia pensada em longo prazo para evitar a falta ou o excesso de produtos, levando em consideração a periodicidade dessas compras. Em datas comemorativas, quando as vendas aumentam para determinadas categorias, vale a pena ter uma quantidade, calculada antecipadamente maior para evitar problemas de estoque.

Identificou algum desses erros na sua empresa? Então é hora de corrigi-lo o mais rápido possível para evitar mais problemas no faturamento.

By | 2018-02-08T19:31:45+00:00 fevereiro 8th, 2018|